|
porONU
fonteONU
a 20 JUN 2014

Mensagem do Secretário-Geral da ONU no Dia Mundial do Refugiado

Em todo o mundo, os conflitos obrigaram um número recorde de pessoas a fugir das suas casas. Mais de 50 milhões de pessoas estão atualmente deslocadas pela guerra e pela violência, cerca de 33,3 milhões estão deslocadas no seu próprio país e cerca de 16,7 milhões de refugiados, nos países vizinhos. Só no ano passado, mais de 10 milhões de pessoas foram recentemente deslocadas; a cada 15 minutos, uma família foi forçada a fugir.

O conflito na Síria foi uma das principais razões por detrás deste aumento maciço. Mas um grande número de pessoas também foram deslocadas no Mali e, devido a erupções frescas de combates, também na República Centro Africano e Sudão do Sul.

Ao mesmo tempo, muitos conflitos de longa data continuam por resolver, o que significa que menos pessoas foram capazes de voltar para casa. Centenas de milhares de pessoas do Afeganistão, Colombia, República Democrática do Congo, Mianmar, Somália e Sudão continuam a viver no exílio, muitos há vários anos ou décadas, às vezes até mesmo gerações.

A maioria dos refugiados do mundo - 86 por cento – vivem no mundo em desenvolvimento, em comparação com 70 por cento há 10 anos. A maioria desses países mantiveram as suas portas abertas para pessoas em busca de segurança, e têm mostrado uma generosidade que muitas vezes é bem acima das suas possibilidades. Faço um apelo a todos os Estados Membros e aos nossos parceiros da sociedade civil que façam o seu melhor para apoiar as nações e comunidades que acolheram pessoas deslocadas à força.

Esses números crescentes vêm lembrar de forma dramática a incapacidade da comunidade internacional para superar suas divisões para prevenir e acabar com os conflitos. O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados e seus parceiros continuam a prestar assistência indispensável que salva vidas: os serviços de água e saneamento, comida e abrigo, educação e proteção. Mas uma resposta humanitária por si só não é suficiente. As soluções políticas são urgentemente necessárias.

No Dia Mundial do Refugiado, 20 de junho, honramos a força e resistência dos mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo que fugiram da guerra, perseguição e abusos dos direitos humanos. Vamos renovar o nosso compromisso para acabar com o conflito armado, e para ajudar as pessoas que foram forçadas a fugir de suas casas. Uma família dilacerada pela guerra já é demasiado.


----------------------
Mais informação:
http://www.acnur.org/t3/portugues/o-acnur/envolva-se/eventos/dia-mundial-do-refugiado-2014/

http://www.un.org/en/events/refugeeday/
 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010