|
porCésar Neto
fontePlataforma
a 28 ABR 2014

Ciclo de cinema “Direitos e Desenvolvimento / CINE-ONU”: Exibição do filme “Sobreviver ao Progresso”

No dia 24 de Abril, a Plataforma Portuguesa das ONGD e o Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) exibiram o filme Surviving progress” (Sobreviver ao Progresso), dos realizadores Mathieu Roy e Harold Crooks.

Baseado no best-seller de Ronald Wright, “A Short History Of Progress” (Uma Breve História do Progresso), o filme apresentou a história do progresso como algo de impressionante e inspirador, mas que pode ter também consequências negativas e foi pretexto para um debate que contou com a participação de Luís Alfaro Cardoso, Presidente da Direcção da ONGD ATA, e Hélder Muteia, representante da FAO. Foi moderado por Júlia Galvão Alhinho, Responsável pela Comunicação para Portugal do UNRIC.

Luís Alfaro Cardoso começou por referir que o filme retrata a realidade e que o maior problema do progresso é ético, este é o cerne da questão. Referiu ainda que é preciso que algumas pessoas diminuam o consumo para que outras possam ter acesso a bens básicos. Por fim, defendeu que é importante debater os conceitos de crescimento e de desenvolvimento, pois são conceitos muito diferentes.

Hélder Muteia referiu que, como se vê no filme, é necessário mudar de paradigma. Centrando a sua intervenção na questão da alimentação, referiu que uma das questões que se coloca é saber como vamos alimentar o mundo quando a população continua a aumentar.

Analisando alguns dados, verifica-se que 1 em cada 8 pessoas no mundo passam fome e que 35% do que é produzido é desperdiçado. Assim sendo, defende que é necessário mudar a forma como consumimos e como produzimos.

Para finalizar, aproveitou para apresentar a campanha Juntos contra a Fome, iniciativa conjunta da CPLP e da FAO, recordando que só na CPLP, num total de 250 milhões de pessoas, 28 milhões passam fome.

Esta foi mais uma sessão do Ciclo de Cinema “Cine-ONU / Direitos e Desenvolvimento”, organizado pela Plataforma Portuguesa das ONGD em parceria com o UNRIC e que contou com o apoio da CPLP

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010