|
porUNICEF
fonteUNICEF
a 24 ABR 2014

UNICEF assinala Semana Mundial da Imunização entre 24 e 30 de Abril

Desde alianças com líderes parlamentares e religiosos para promover vacinas no Uganda, à reconstrução da cadeia de frio na República Centro-Africana, passando pelo lançamento de novos boletins de imunização na Somália – a UNICEF e os seus parceiros estão utilizar a Semana Mundial da Imunização para reforçar a sensibilização para a importância da vacinação de todas as crianças, onde quer que vivam.

A Semana Mundial da Imunização, que este ano se assinala entre 24 e 30 de Abril, é uma oportunidade para chamar a atenção para a importância das vacinas como meio para salvar milhões de vidas de crianças todos os anos, bem como para os desafios e obstáculos que persistem para chegarmos à cobertura universal da imunização. O tema deste ano, “Está em dia?”, é um apelo directo lançado aos pais e jovens adultos para que se informem acerca da imunização e para assegurar que eles próprios e as suas famílias estão protegidos pelas vacinas.


© UNICEF NYHQ2007-0567 Giacomo Pirozzi

Durante esta semana, especialistas da UNICEF de todo o mundo estarão disponíveis para falar sobre as razões pelas quais as vacinas funcionam, por que motivos 20 por cento das crianças do mundo continuam por imunizar e como podemos chegar até elas.

Destacamos algumas estatísticas importantes:

• Todos os anos, a imunização evita a morte de um número de crianças estimado entre 2 a 3 milhões devido a difteria, tétano, tosse convulsa e sarampo – doenças que afectam sobretudo as crianças.

• Em 2012, mais de 8 em cada 10 bebés receberam três doses da vacina DTP3 (vacina tripla contra a difteria, o tétano e a tosse convulsa). Em 2000, apenas 2 em cada 10 recebiam esta vacina.

• A imunização contra o sarampo ajudou a evitar perto de 14 milhões de mortes entre 2000 e 2012.

• O tétano materno e neonatal foi eliminado em 34 dos 59 países de risco elevado desde 1999 através da vacinação.

• Perto de um quinto dos bebés ainda não recebem a sua vacinação básica devido à pobreza e à marginalização. Cerca de 70 por cento destas crianças vivem em apenas 10 países: África do Sul, Etiópia, Filipinas, Índia, Iraque, Nigéria, Paquistão, República Democrática do Congo e Uganda.

• Cerca de 30 por cento das mortes de crianças menores de cinco anos podem ser evitadas através da vacinação. Em 2012 apenas, 1.5 milhões de crianças morreram de doenças evitáveis pelas vacinas actualmente recomendadas.

• O sarampo continua a matar cerca de 330 crianças por dia, maioritariamente em África e na Ásia.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010