|
porONU
fonteONU
a 21 MAR 2014

Mensagem do Secretário-Geral da ONU por ocasião do 20º aniversário da entrada em vigor da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas

Tenho o prazer de felicitar a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (UNFCCC) no 20 º aniversário da sua entrada em vigor, e felicito todos aqueles que a tornaram possível .

A Convenção tem estimulado o mundo para procurar soluções multilaterais para a grave ameaça das mudanças climáticas. O Protocolo de Quioto estabeleceu o primeiro tratado de redução de gases de efeito estufa do mundo, com compromissos vinculativos para os países industrializados, e preparou o terreno para o estabelecimento dos mercados de carbono do mundo. As iniciativas  - Mecanismo de Desenvolvimento Limpo e Implementação Conjunta  - permitiram o comércio de emissões e créditos de carbono nos países em desenvolvimento e desenvolvidos. O programa REDD + está a ajudar a calcular o valor do carbono armazenado nas florestas e a reduzir as emissões por deflorestação e degradação da terra. Financiamento, transferência de tecnologia e a capacitação têm desbloqueado o acesso dos países em desenvolvimento aos recursos públicos e privados. No conjunto, a UNFCCC tem sido um importante catalisador para desenvolvimento crescente de tecnologia limpa, energia renovável, melhoria da eficiência e adaptação.

Ao mesmo tempo, consideravelmente maior ambição é necessária para corresponder à escala do desafio global que as mudanças climáticas colocam. A concentração atmosférica dos gases com efeito de estufa é a maior dos últimos 800 mil anos. Pessoas em todas as partes do mundo- especialmente os mais pobres e mais vulneráveis ​​- estão sentir os efeitos crescentes de padrões climáticos imprevisíveis e cada vez mais extremos.

Duas décadas de trabalho da UNFCCC e dos seus Estados-partes criaram a infra-estrutura para estimular uma economia global de baixo carbono resiliente. O nosso desafio agora é usar esta maquinaria- não só para combater as alterações climáticas, mas para garantir energia sustentável para todos, tornar o ar nas nossas cidades próprio para respirar, gerar empregos decentes e ajudar a erradicar a pobreza extrema. Estes são todos os componentes que se reforçam mutuamente da agenda de desenvolvimento pós-2015.

Os governos acordaram chegar a um novo acordo universal sobre o clima em 2015. Para os apoiar, vou convocar uma Cimeira do Clima em 23 de Setembro de 2014 para mobilizar  vontade política e dar a conhecer ações que podem ajudar a elevar os níveis de ambição a nível mundial. Eu convidei os líderes mundiais, junto com altos representantes da sociedade civil e do setor privado, para trabalhar em conjunto de forma a obtermos resultados transformadores.

Sabemos o que temos de fazer, e como fazê-lo. Enquanto assinalamos este aniversário, vamos redescobrir o compromisso que origem à Convenção. Vamos trabalhar juntos para um acordo significativo sobre o clima que irá colocar o mundo num caminho sustentável para as gerações vindouras.

------------------------------

Mais recursos:
https://unfccc.int/2860.php
http://www.unric.org/en/unric-library/29084

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010