|
porCésar Neto
fontePlataforma
a 12 JUL 2013

Os Direitos das Crianças em destaque na Assembleia da República

No passado dia 11 de Julho os Direitos das Crianças estiveram em destaque na Assembleia da República com a exibição do filme “Meninos de Parte Nenhuma”, um filme de Isabel Noronha e Vivian Altman. A sessão foi antecedida pela inauguração da exposição de desenhos e ilustrações de crianças dos PALOP e Timor-Leste, “Vozes de Nós”, uma iniciativa da ACEP, que ficará patente até dia 25 de Julho.


Deputado José Manuel Canavarro na abertura da sessão.

Situado no Moçambique de hoje, “Meninos de Parte Nenhuma” narra as histórias de quatro crianças – Arnaldo, Fernando, Belucha e Lina – e a sua luta por uma vida com dignidade e direitos.

Não foi sido possível contar com a presença da realizadora, contudo Isabel Noronha aceitou responder a algumas questões por e-mail. Nesta pequena entrevista, Isabel Noronha refere que a ideia de fazer este filme surgiu numa “visita ao Centro de Transito da Save The Children”, e que as histórias das personagens principais do filme, as crianças Arnaldo, Fernando, Belucha e Lina, são reais.

O filme apresenta uma característica curiosa, a utilização de técnicas de cinema documentário misturadas com técnicas de animação, e segundo Isabel Noronha, “A técnica de animação serve para retratar situações passadas, narradas pelas crianças.”

Questionada sobre a receptividade do filme, a realizadora moçambicana referiu que “Dentro de Moçambique muito boa, fora tem passado pouco, é um filme com um formato pouco convencional e por isso não tem sido seccionado para os festivais nem de animação nem de documentário. A técnica mista ainda tem pouco lugar no mundo da exibição.”, tendo o Ciclo de Cinema “Cine-ONU / Direitos e Desenvolvimento” sido a oportunidade de trazer este filme a Portugal.

Esta foi mais uma sessão do Ciclo de Cinema “Cine-ONU / Direitos e Desenvolvimento”, organizado mensalmente pela Plataforma Portuguesa das ONGD em parceria com o UNRIC e que contou com o apoio da Assembleia da República.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010