|
fonteUNICEF
a 28 NOV 2012

No Dia Mundial da SIDA, UNICEF lembra que mais mulheres grávidas e crianças devem receber tratamento

O número de novas infecções pelo VIH em crianças baixou, mas o objectivo a alcançar de uma geração livre de SIDA exige que sejam tratadas mais mulheres grávidas e crianças que vivem com o VIH, afirmou hoje a UNICEF.

Graças a um notável empenho global, o mundo assistiu a uma redução de 24 por cento no número de novas infecções pelo VIH em crianças – de 430.000 em 2009 para 330.000 em 2011.
 
Acresce que, em Dezembro de 2011, mais 100.000 crianças estavam a receber tratamento anti-retroviral em comparação com o que aconteceu em 2010.
 
Porém, menos de um terço das crianças e das mulheres grávidas estão actualmente a receber o tratamento de que necessitam, em contraste com a média global de 54 por cento para o conjunto dos adultos afectados.
 
“Não está certo que os adultos tenham duas vezes mais probabilidades que as crianças de receber o tratamento de que precisam,” afirmou o Director Executivo da UNICEF, Anthony Lake. “Por definição, uma geração livre de SIDA depende da protecção dos mais novos e mais vulneráveis à infecção pelo VIH. Temos de fazer ainda mais para ajudar as mães e crianças que vivem com o VIH a terem condições para viver sem a SIDA. Precisamos de reforçar a nossa dedicação para impulsionar o número de mulheres grávidas e crianças que são testadas e tratadas através de programas básicos de saúde pré-natal e infantil.”
 
O tratamento de mulheres grávidas seropositivas não só permite salvaguardar a sua vida, como também evita que os bebés contraiam o VIH durante a gravidez, o parto e o período de aleitamento. O tratamento pode também prevenir a transmissão do VIH de uma mulher seropositiva a um parceiro que não seja seropositivo.
 
Trabalhar para pôr fim a novas infecções pelo VIH em crianças até 2015 e pela salvaguarda da vida das mães é um elemento chave do compromisso global da UNICEF para com a sobrevivência infantil no âmbito do movimento global, “Uma Promessa Renovada.” 
 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010