|
fonteUNICEF
a 13 SET 2012

Novo relatório sobre Progressos em matéria de sobrevivência infantil

Vários países estão a fazer progressos rápidos em matéria de sobrevivência infantil, diz relatório da UNICEF.

Mais de 100 países comprometeram-se a dar prioridade à sobrevivência infantil


Vários países em todo o mundo estão a fazer progressos rápidos no que diz respeito à redução das morte de crianças, demonstrando que é possível diminuir drasticamente a mortalidade infantil no espaço de duas décadas, afirma um relatório da UNICEF divulgado hoje.

O relatório de 2012 sobre os progressos relativos ao Compromisso pela Sobrevivência Infantil: Uma Promessa Renovada (Committing to Child Survival: A Promise Renewed) analisa as tendências das estimativas sobre mortalidade infantil desde 1990, e revela que se conseguiram reduções muito significativas nas taxas de mortalidade de crianças menores de cinco anos em todas as regiões e em países muito diversos. Este avanço traduziu-se por uma diminuição acentuada do número estimado de mortes de crianças naquela faixa etária ao nível mundial. Dados lançados hoje pela UNICEF e pelo Grupo Inter-Agências da ONU para a Estimativa da Mortalidade Infantil revelam que o número de crianças com menos de cinco anos que morrem em todo o mundo passou de cerca de 12 milhões em 1990 para um número estimado de 6.9 milhões em 2011.

O relatório sublinha que nem a região em que um país se insere nem o estatuto económico são necessariamente barreiras para reduzir a mortalidade infantil. Países de baixo rendimento como o Bangladesh, a Libéria e o Ruanda, de rendimento médio como o Brasil, a Mongólia e a Turquia, e países de rendimento elevado como o Omã e Portugal conseguiram progressos notáveis, baixando as suas taxas de mortalidade de crianças menores de cinco anos em mais de dois terços entre 1990 e 2011.

“O declínio da mortalidade de menores de cinco anos ao nível global é um sucesso muito relevante que resulta do trabalho e dedicação de muitas pessoas e entidades, nos quais se incluem governos, doadores, agências e famílias”, afirmou Anthony Lake, Director Executivo da UNICEF. “Mas há ainda muito por fazer: Milhões de crianças com menos de cinco anos morrem ainda todos os anos, maioritariamente de causas evitáveis para as quais existem intervenções de eficácia comprovada e custos acessíveis”.

“Estas vidas podem ser salvas com vacinas, uma nutrição adequada e cuidados de saúde e materno-infantis básicos. O mundo dispõe da tecnologia e conhecimento necessários para o fazer. O desafio é tornar estas intervenções acessíveis a todas as crianças”.

O relatório, além das estimativas sobre mortalidade, inclui também análises sobre as principais causas de morte de crianças menores de cinco anos e as estratégias de elevado impacte que são necessárias para acelerar os progressos. As mortes de crianças com idades inferiores a cinco anos concentram-se cada vez mais na África Subsariana e no Sul da Ásia, regiões onde ocorreram mais de 80 por cento de todas as mortes nessa faixa etária em 2011. Em média, uma em cada nove crianças na África Subsariana morre antes dos cinco anos de idade.

Mais de metade das mortes causadas por pneumonia e diarreia – que em conjunto são responsáveis por quase 30 por cento das mortes de menores de cinco anos em todo o mundo – ocorrem em apenas quatro países: República Democrática do Congo, Índia, Nigéria e Paquistão. As doenças infecciosas são tipicamente doenças associadas às desigualdades, que afectam maioritariamente as famílias mais pobres e vulneráveis que não têm acesso a tratamentos básicos e medidas de prevenção. Estas mortes são em grande medida evitáveis.

Sob o lema Uma Promessa Renovada tem vindo a crescer um movimento pela sobrevivência infantil que visa dar um novo impulso, redefinir prioridades e continuar a trabalhar com base nos progressos significativos das últimas duas décadas. A oportunidade para intensificar a redução das mortes de crianças que são evitáveis nunca foi tão promissora. Desde Junho, mais de metade dos governos mundiais subscreveram e renovaram o seu compromisso pela sobrevivência infantil. Os parceiros comprometeram-se a acelerar os progressos colocando o enfoque em áreas nas quais os desafios para a sobrevivência das crianças são maiores.

É necessário intensificar esforços especialmente em países muito populosos com taxas de mortalidade elevadas. Além dos factores relacionados com os cuidados de saúde e nutrição, as melhorias noutras áreas - nomeadamente em matéria de educação, acesso a água potável e saneamento adequado, alimentação adequada, protecção infantil e capacitação das mulheres – irão também reflectir-se na sobrevivência e desenvolvimento infantil.

###


Acerca da UNICEF
A UNICEF está no terreno em 190 países e territórios para ajudar as crianças a sobreviver e a desenvolver-se, desde os primeiros anos de vida e ao longo da adolescência. A UNICEF, que é o maior fornecedor de vacinas nos países em desenvolvimento, apoia a saúde e nutrição infantil, o acesso a água potável e saneamento, uma educação básica de qualidade para todos, rapazes e raparigas, e a protecção das crianças contra a violência, a exploração e a SIDA. A UNICEF é inteiramente financiada por contribuições voluntárias de particulares, empresas, fundações e governos. Para mais informações sobre a UNICEF e o seu trabalho por favor visite: www.unicef.pt

Para descarregar gratuitamente vídeos com qualidade de emissão e fotografias visite: www.thenewsmarket.com/unicef

ou

http://weshare.unicef.org/pickup?key=Sd2b348e2-d021-4b0f-bfff-013bdd2a2459
Siga-nos no Twitter ou Facebook

Link para http://www.apromiserenewed.org


Para mais informações, é favor contactar:

UNICEF Portugal:
Francisca Baptista da Silva, fbsilva@unicef.pt, tel 21 317 75 00/12
Carmen Serejo, cserejo@unicef.pt, tel 21 317 75 00/12, tm: 91 051 29 28

Peter Smerdon, UNICEF New York, Tel: + 1 212 303 7984, Mobile: +1 917 213 5188, psmerdon@unicef.org
Sarah Crowe, UNICEF Spokesperson, Tel + 1 212 326 7206, Mobile: + 1 646 209 1590, scrowe@unicef.org
Kate Donovan, UNICEF New York, Tel + 1 212 326 7452, Mobile +1 917 378 2128,  kdonovan@unicef.org






 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010