|
fonteUNICEF
a 20 AGO 2012

Mensagem da UNICEF no Dia Mundial do Trabalho Humanitário

Ter acesso seguro e sem restrições às populações carenciadas é crucial para os trabalhadores humanitários, afirma a UNICEF no Dia Mundial do Trabalho Humanitário

NOVA IORQUE, 19 de Agosto de 2012 – No dia Mundial do Trabalho Humanitário, a UNICEF apela a todas as partes envolvidas em conflitos no mundo para que permitam aos trabalhadores humanitários o acesso seguro e sem restrições às crianças e mulheres carenciadas.
 
O Dia Mundial do Trabalho Humanitário é uma ocasião para honrar aqueles que enfrentam o perigo e a adversidade para ajudar os outros. O dia foi consagrado pela Assembleia-geral da ONU a fim de assinalar o aniversário do atentado à bomba em 2003 contra o escritório das Nações Unidas em Bagdade, no Iraque, em que perderam a vida 22 funcionários da ONU. Todos os dias, trabalhadores humanitários ajudam milhões de pessoas no mundo, independentemente de quem sejam e onde estejam. O Dia Mundial do Trabalho Humanitário é o reconhecimento global das pessoas que ajudam pessoas.
 
Porém, a actividade humanitária está a tornar-se cada vez mais perigosa para aqueles que a levam a cabo, tendo-se registado na última década um aumento significativo do número de ataques violentos contra trabalhadores humanitários. De Janeiro de 2011 até agora, 112 trabalhadores humanitários (102 nacionais e 10 internacionais) foram mortos no decurso de incidentes violentos.
 
Em vários países, os conflitos e a insegurança não só ameaçam a vida dos trabalhadores humanitários − em particular a dos trabalhadores locais −, como também impedem-nos de alcançar com segurança os mais vulneráveis. A falta de acesso seguro é um dos maiores obstáculos com que as organizações humanitárias se defrontam na prestação de um tipo de ajuda que salva vidas.
 
Em tempos de conflito, as crianças e famílias não têm acesso à assistência humanitárias e a serviços sociais básicos – tais como vacinas e outros cuidados de saúde, água limpa e saneamento, de que tanto precisam. Consequentemente, enfrentam uma dupla injustiça dado que se perdem as vidas de milhares de crianças e inúmeras outras suportam um sofrimento que poderia ser evitado, ano após ano.
 
UNICEF e Emergências – alguns dados:
 
Em 2011, a UNICEF respondeu a 292 emergências em 80 países, incluindo situações de emergência/humanitárias, de recuperação ou fragilidade. Trabalhando com os seus parceiros, a UNICEF prestou assistência a (números estimados): 
  
Nutrição
 
– Mais de 1.8 milhões de crianças dos seis aos 59 meses com malnutrição grave beneficiaram de programas de alimentação terapêutica
 
Saúde
 
- 52.3 milhões de crianças entre os seis meses e os 15 anos de idade foram vacinadas contra o sarampo
 
- 257 milhões de famílias receberam duas redes mosquiteiras impregnadas de insecticida
 
WASH (Água, Saneamento e Higiene)
 
- Mais de 18.5 milhões de pessoas passaram a ter acesso a água segura de acordo com os padrões consagrados
 
- Mais de 4.86 milhões de pessoas passaram a ter acesso a instalações sanitárias concebidas propositadamente
 
- Mais de 10.2 milhões de crianças passaram a ter acesso a instalações com água potável, saneamento e higiene no seu ambiente de aprendizagem
 
Protecção Infantil
 
- Mais de dois milhões de crianças passaram a ter acesso seguro a espaços comunitários para socializarem, brincarem, aprenderem, etc.
 
- Mais de 11.600 crianças associadas a forças armadas ou grupos armados foram reintegradas nas suas famílias e comunidades
 
VIH / SIDA
 
- 835.000 mulheres grávidas passaram a ter acesso a serviços de prevenção, cuidados e tratamento, incluindo prevenção da transmissão de mãe para filho
 
Educação
 
- 8.76 milhões de crianças em idade escolar, incluindo adolescentes, passaram a ter acesso a educação básica formal e não-formal (incluindo espaços temporários de aprendizagem e recreio e aprendizagem inicial para crianças pequenas)
 
Pode ajudar a fazer a diferença envolvendo-se no Dia Mundial do Trabalho Humanitário. Vá a www.whd-iwashere.org, clique em ‘Take Action’, e vá descendo até encontrar a UNICEF. 

 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010