|
a 14 NOV 2011

UE: não enfraqueças na eficácia da ajuda, dizem ONGs

A Oikos, enquanto membro do grupo “Aid Watch” da Plataforma Portuguesa das ONGD , parceira da Confederação Europeia das ONGD de Desenvolvimento e Acção Humanitária (CONCORD) , divulga carta aberta dirigida aos ministros da UE pedindo que assumam compromissos fortes no uso da ajuda de forma mais eficaz para combater a pobreza.

As Conclusões do Conselho da UE de 14 de Novembro revelam que os estados-membros estão a enfraquecer as suas ambições na agenda internacional relativa à eficácia da ajuda apenas duas semanas antes da crucial Cimeira Global a ter lugar em Busan, Coreia do Sul, com o propósito de identificar as prioridades para tornar a ajuda mais eficaz.
 
A UE é o maior doador mundial de ajuda dando mais de 53milhões de euros por ano. Na última cimeira deste tipo em 2008, a UE estava na liderança, encorajando outros actores a assumir compromissos fortes no uso da ajuda de forma mais eficaz para combater a pobreza. Em contraste, antes da Cimeira de Busan, a sua liderança é fraca, e até mesmo ausente em muitas questões importantes.
 
"Por que razão ser o maior doador mundial da ajuda ao desenvolvimento e não tomar a dianteira no debate? Ao invés de assumir a liderança, a UE vai a Busan quase como um observador", diz Gideon Rabinowitz, presidente da CONCORD AidWatch, uma coligação europeia de ONG’s de desenvolvimento que monitoriza o desempenho da UE no que respeita à ajuda.
 
Antes da reunião da Ministros da UE em Bruxelas, ONG’s de desenvolvimento de todos os 27 estados membros da UE enviaram uma carta aberta pedindo que aos líderes europeus que ajam com uma forte voz comum no Fórum de Alto Nível sobre a eficácia da ajuda a ter lugar em Busan, Coreia do Sul a 29 Novembro - 2 Dezembro. 
 
Fonte: Oikos

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010