|
a 30 AGO 2011

O Futuro da Cooperação para o Desenvolvimento de Portugal

Posição da Plataforma Portuguesa das ONGD

Com a eleição de um novo Governo Constitucional deu-se início a um novo ciclo político com novos interlocutores ao nível dos organismos governamentais. A crise financeira que atravessamos tem obrigado à reorganização de vários ministérios e institutos públicos. Por outro lado, a criação de um Grupo de Trabalho para Internacionalização e Desenvolvimento, sob a tutela directa do Primeiro-ministro e com a missão de elaborar um plano de reorganização dos organismos do Estado ligados à promoção da economia nacional e ao desenvolvimento, deixa também antever mudanças nas orientações das políticas públicas com influência nas áreas de trabalho das ONGD.
 
Foi perante este contexto que a Direcção da Plataforma reuniu com os elementos que compõem o referido Grupo de Trabalho e também o Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, apresentando um documento de posição com um conjunto de ideias que consideramos essenciais para o futuro da Cooperação Portuguesa.
 
Tendo consciência das dificuldades que Portugal atravessa, consideramos essencial que o novo governo se mantenha activo nos vários fora internacionais ligados à Cooperação para o Desenvolvimento, trabalhando em conjunto com outros actores, públicos e da Sociedade Civil, com o objectivo de maximizar o impacto dos programas e projectos em implementação.
 
A Plataforma manterá um diálogo activo com todos os órgãos do Estado continuando a defender os interesses das nossas associadas e advogando pela necessidade de manter Portugal envolvido no esforço conjunto de todos os países doadores para a concretização dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio. 
 
A Cooperação Portuguesa para o Desenvolvimento: uma visão para o papel das ONGD - Documento de Posição da Plataforma Portuguesa das ONGD

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010