|
a 18 JAN 2011

Missões humanitárias isentas

Os portugueses que viajarem para o estrangeiro em missões humanitárias, de cooperação ou religiosas não terão de pagar as novas taxas das vacinas internacionais, que entraram ontem em vigor.

Todos os outros viajantes vão ter de pagar entre 50 a cem euros pelas vacinas contra a febre amarela, febre tifóide, raiva, meningite tetravalente e encefalite japonesa. A excepção, segundo a TSF, foi assinada pelo director-geral de Saúde, Francisco George.
 
A ministra da Saúde, Ana Jorge, justificou na semana passada que os aumentos nas taxas de vacinas e de atestados médicos servem para "defender" um Serviço Nacional de Saúde tendencialmente gratuito. No caso das vacinas internacionais "é uma actualização face ao que já acontece noutros países europeus, tratando-se de uma medida que afecta somente uma pequena faixa da população".
 
Fonte: Correio da Manhã

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010