|
porCáritas Portuguesa
fonteCáritas Portuguesa
a 20 JAN 2017

Cáritas Portuguesa lança campanha ‘Levo calor aos Refugiados’

A Cáritas Portuguesa lança hoje a campanha nacional ‘Levo Calor aos Refugiados’ para auxiliar os refugiados e as populações mais vulneráveis que se encontram no Leste e Sul da Europa, em condições inumanas, muitos correndo o risco de morrer devido às baixas temperaturas que assolaram o continente.

“Durante a noite, as temperaturas baixam até aos -20ºC em algumas zonas. Milhares de refugiados dormem em barracas feitas de pano dos sacos que, outrora, levaram arroz ou farinha. Porque são tantos que nem todos cabem nessas barracas, muitos vivem ao relento, outros em campos ou edifícios abandonados e muitos não resistem a estas duríssimas condições. E as crianças na fragilidade das suas condições físicas? Levemos-lhes o calor do nosso donativo que é a expressão do calor do nosso coração”, apela Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa.

Para que a ajuda enviada atinja a maior eficácia, a Cáritas Portuguesa precisa de enviar, o mais depressa possível, um donativo para auxiliar as famílias da população local mais vulnerável que lhes permita adquirir lenha, garantir acesso à eletricidade, comida e cobertores.

O apelo está lançado e quem quiser colaborar poderá fazê-lo através da conta "Levo calor aos refugiados", com o IBAN PT50 0033 0000 0109004015012 do Millenium BCP ou através da entidade/referência 22222/ 222 222 222 nas redes de Multibanco, até 31 do corrente mês. O apelo dirige-se, também a empresas que estejam em condições de o fazer, pois os portugueses, nos últimos anos, têm respondido com tanta generosidade que reconhecemos as suas dificuldades. Porém, sabemos que, mesmo assim, não deixarão de ser solidários. A Cáritas recorda que o pouco de muitos faz muito.

“As pessoas nem sequer podem beber água ou tomar um banho, porque a água está congelada. Não há aquecimento. As comunidades locais estão a distribuir lenha e fornos elétricos. Estão a queimar tudo o que podem para se aquecerem, o que é extremamente perigoso e coloca os locais em forte risco de incêndio”, afirmou Maristella Tsamatropoulou da Cáritas Grécia.

Já Daniele Bombardi, coordenadora da Cáritas Italiana na Sérvia, informou que “os campos estão sobrelotados, e em Belgrado milhares de pessoas dormem ao ar livre. A Cáritas está na linha da frente na ajuda humanitária a refugiados, distribuindo roupas quentes, comida e medicamentos”.

O papel da Cáritas Portuguesa no apoio aos refugiados no inverno de 2016:

  • Apoio ao inverno no Líbano no valor de 25.000,00€, que proporcionou aquecimento durante 6 meses para 120 refugiados.
  • Apoio ao inverno na Síria no valor de 13.600,00€ para distribuição de roupas de inverno para 335 crianças refugiadas.
     
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010