|
porUNICEF
fonteUNICEF
a 21 SET 2016

Global Goals Awards distinguem activistas dos direitos das mulheres e das raparigas

A primeira cerimónia de atribuição dos Global Goals Awards (Prémios dos Objectivos Globais), que decorreu esta noite, distinguiu uma advogada que luta contra o casamento na infância na Tanzânia, uma adolescente e nadadora olímpica síria que salvou refugiados que viajavam com ela, e uma organização que presta cuidados de saúde a raparigas e mulheres vulneráveis no Paquistão.

Os três galardoados foram distinguidos pelo seu contributo na defesa dos direitos das raparigas e das mulheres. Na cerimónia estiveram presentes altos representantes do sector empresarial, do governo e do entretenimento, entre os quais Christiane Amanpour, Chief International Correspondent da CNN, Chris Anderson, empresário e Curador da TED, e Angélique Kidjo, vencedora de um Grammy e Embaixadora de Boa Vontade da UNICEF.

Os Global Goal Awards inserem-se nos esforços em curso com vista a granjear apoio para os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), um conjunto de objectivos adoptados por todos os países do mundo para pôr fim à pobreza, proteger o planeta e alcançar prosperidade para todos até 2030.

Os prémios foram entregues pela UNICEF, tendo os 17 Defensores dos ODS feito parte do painel oficial de jurados

Vencedores dos Prémios dos Objectivos Globais:

  • Prémio Rapariga (The Girl Award) - atribuído a uma rapariga ou mulher jovem pelo seu trabalho em prol das raparigas

Vencedora: Yusra Mardini, Síria

A viver actualmente na Alemanha, Yusra Mardini, 18 anos, e a irmã fugiram do conflito na Síria em 2015. No percurso através do mar Egeu, a embarcação onde seguiam avariou e as irmãs atiraram-se à água e ajudaram a levar o barco em segurança até à costa, salvando cerca de 20 pessoas que iam a bordo. Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Yusra fez parte da Equipa Olímpica de Refugiados e aproveitou a oportunidade para contar a sua história e chamar a atenção para a situação dos refugiados e migrantes no mundo. Yusra também se destacou na prova de mariposa.

  • O Prémio de Mudança Social (Social Change Award) - atribuído a um indivíduo que conseguiu mudanças sociais significativas para as raparigas

Vencedora: Rebeca Gyumi, Tanzânia

Rebeca Gyumi é advogada, activista, e fundadora e directora executiva da Msichana Initiative, uma organização sem fins lucrativos da Tanzânia que defende o direito das raparigas de acesso à educação. Rebeca e a Msichana Initiative ganharam em Julho passado um caso emblemático em tribunal que pôs fim a disposições legais que permitiam o casamento na infância naquele país.

  • O Prémio Defensor (Campainger Award) - atribuído a um indivíduo ou organização pelo seu contributo para a melhoria da vida das raparigas e das mulheres

Vencedor: DoctHERS, representada pela Dr.ª Sara Saeed Khurram, Paquistão

A empresa social DoctHERS estabelece a ligação entre jovens médicas no Paquistão com mulheres e raparigas em meios rurais através da telemedicina. A DoctHERS presta cuidados de saúde essenciais a raparigas e mulheres vulneráveis no Paquistão e proporciona oportunidades de emprego a jovens profissionais de saúde qualificadas.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010