|
porUNICEF
fonteUNICEF
a 26 ABR 2016

Devido ao sismo no Equador, 120.000 crianças estão temporariamente fora da escola

Mais de 280 escolas ficaram danificadas pelo sismo que atingiu o Equador no passado dia 16 de Abril, deixando cerca de 120.000 crianças temporariamente sem acesso à educação, afirmou a UNICEF hoje.

“A educação é crucial para as crianças que estão a passar por traumas provocados pelo caos e pela destruição,” disse Grant Leaity, Representante da UNICEF no Equador. “A escola ajuda-as a ter uma rotina diária e introduz um sentido de normalidade muito importante para a sua recuperação psicológica.”

A UNICEF está a colaborar com o governo para que as crianças possam regressar à escola, especialmente nas zonas mais afectadas de Muisne, Pedernales, Jama, e algumas partes de Portoviejo, Manta e Chone. E vai criar 50 espaços de aprendizagem temporários para 20.000 crianças e distribuir 700 “kits escola” com artigos escolares que vão beneficiar 60.000 crianças.

Enquanto as agências humanitárias e governamentais continuam a avaliar a verdadeira extensão dos danos, segundo as estimativas iniciais perto de 2.000 edifícios ficaram danificados ou destruídos e cerca de 30.000 pessoas estão a viver em abrigos. O receio de réplicas está a levar as pessoas a dormir ao relento, expostas às chuvas fortes que são habituais nesta altura do ano.

A UNICEF e os seus parceiros humanitários precisam de 23 milhões de dólares para responder às necessidades mais prementes das crianças em matéria de água, saneamento, protecção infantil, saúde e nutrição durante os próximos três meses.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010