|
porPedro Cruz
fontePlataforma ONGD
a 07 ABR 2016

CONSULTA PÚBLICA SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DOS ODS

17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável e 169 medidas. A Agenda 2030, aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em Setembro de 2015 tem como lema “Transformar o nosso mundo, não deixar ninguém para trás” assumindo-se por isso como o mais ambicioso compromisso de Desenvolvimento e Cooperação Internacional assumido até agora pelos 193 países da ONU. A Universalidade da Agenda 2030, com metas que deverão ser cumpridas, quer nos países em desenvolvimento, quer nos países desenvolvimento, e a sua ligação mais efectiva aos direitos humanos procura construir uma abordagem que pretende integrar de forma mais coerente as dimensões económica, social e ambiental do Desenvolvimento Sustentável.

Para que a Agenda 2030 seja concretizável, para além da vontade política dos estados em concretizar efectivamente os compromissos assumidos com a sua aprovação e da consequente mobilização dos recursos financeiros necessários para que os ODS sejam atingidos durante os próximos 15 anos, será absolutamente crucial que todas as entidades, nacionais e internacionais trabalhem em conjunto coordenando as suas intervenções e também que todas as pessoas percebam que têm um papel fulcral para a concretização destes objectivos.

Procurando contribuir para que em Portugal todas as entidades e todas as pessoas possam conhecer a Agenda 2030 e perceber de que forma poderão contribuir para a sua concretização, um conjunto de organizações da Sociedade Civil de Portugal juntou-se para promover um Processo de Consulta sobre a implementação dos ODS a nível nacional. Esta  consulta pretende por isso promover a apropriação da Agenda 2030 e relacionar os seus objectivos e metas com o âmbito de trabalho dos vários tipos de organizações de modo a potenciar sinergias e criar uma perspectiva de intervenção integrada e de trabalho em parceria.

Para tal, começando ainda no mês de Abril e estendendo-se ao longo dos meses de Maio e Junho, serão organizados Workshops em várias cidades do país (Guimarães, Porto, Coimbra, Covilhã, Lisboa, Évora e Faro) que permitirão consultar um conjunto alargado de organizações da Sociedade Civil e outras organizações locais relevantes, recolhendo os seus contributos para a construção de um Plano Comum de operacionalização da Agenda 2030. Pretende-se igualmente que este Plano marque uma posição clara da Sociedade Civil para influenciar o que a nível público será decidido relativamente à concretização da Agenda 2030.

Datas dos Workshops:

  • Lisboa – 2 de Maio
  • Évora – 6 de Maio
  • Covilhã – 11 de Maio
  • Braga – 19 de Maio
  • Porto - 20 de Maio
  • Coimbra – 25 de Maio
  • Faro – 27 de Maio
  • Ponta Delgada – 2 de Junho
  • Funchal – 7 de Junho

Reafirmada a ideia que problemas globais exigem respostas globais e integradas e que, como tal, somos todos parte da solução temos de passar rapidamente das palavras aos actos e contribuir, à nossa escala, para um mundo com menos desigualdades. É esse também o propósito deste Processo de Consulta.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010