|
porUNICEF
fonteUNICEF
a 01 FEV 2016

Fundo da UNICEF para a Inovação vai investir em start-ups tecnológicas de código aberto

A UNICEF está a convidar start-ups na área da tecnologia que desenvolvam soluções com potencial para melhorar as condições de vida das crianças mais vulneráveis, a fim de que se candidatem a financiamento através do seu recém-lançado Innovation Fund (Fundo para a Inovação). 

“O objectivo do Fundo da UNICEF para a Inovação é o de investir em tecnologias de fonte aberta para as crianças,” afirmou Christopher Fabian, Co-líder da UNICEF Innovation. “Iremos identificar oportunidades em vários países do mundo, Estaremos a identificar oportunidades de países do mundo, incluindo alguns nos quais pode não ocorrer muito investimento de capital em start-ups tecnológicas. Esperamos poder identificar comunidades de pessoas que resolvem problemas e ajudá-las a desenvolver soluções simples para alguns dos problemas mais prementes com que as crianças se deparam.”

Para poderem candidatar-se a financiamento, os projectos devem ser de fonte aberta e ter um protótipo operacional. Podem envolver o desenvolvimento de uma nova tecnologia, ou expandir ou melhorar uma já existente.

O Fundo da UNICEF para a Inovação, que já angariou 9 milhões de dólares até agora, oferece a inovadores em países em desenvolvimento um mecanismo de financiamento comum para ajudá-los a levar à próxima etapa os seus projectos testados. O fundo concentra os seus investimentos em três áreas de portfólio:

  • Produtos para jovens menores de 25 anos que respondam a um leque de necessidades que incluam a aprendizagem e a participação juvenil;
  • Informação em tempo real para a tomada de decisões; e
  • Infra-estruturas para aumentar o acesso a serviços e informação, incluindo conectividade, energia, finanças, sensores e transportes.

“Estas três áreas estão prontas para o investimento devido às tecnologias em rápida mutação tais como blockchain, impressão em 3D, wearables [produtos tecnológicos pensados para usar na roupa ou no corpo] e sensores, inteligência artificial e energias renováveis,” afirmou Fabian.  

As candidaturas serão analisadas em função de um conjunto de critérios incluindo a solidez da equipa, a relevância do projecto para as crianças, e a capacidade de ver potencial valor futuro na propriedade intelectual de fonte aberta que esteja a ser criada.

A UNICEF Innovation já investiu anteriormente em soluções tecnológicas, tais como RapidSMS, RapidPro e U-Report, que agora chegam a milhões de utilizadores.

As Manifestações de Interesse devem ser recebidas até 26 de Fevereiro de 2016, o mais tardar. Mais informações estão disponíveis em www.unicefinnovationfund.org

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010