|
porUNICEF
fonteUNICEF
a 30 NOV 2015

Nepal: escassez acentuada de bens essenciais ameaça a vida de milhões de crianças neste Inverno

Mais de três milhões de crianças menores de cinco anos no Nepal estão em risco de doença ou morte durante os duros meses do Inverno devido a uma acentuada escassez de combustível, alimentos, medicamentos e vacinas – alerta a UNICEF.

Nas últimas dez semanas, as importações cruciais de bens essenciais foram seriamente restringidas na fronteira Sul do Nepal devido à turbulência que se faz sentir em torno da nova Constituição do país.

Nas lojas estatais que disponibilizam medicamentos ao nível regional as vacinas da BCG contra a tuberculose já esgotaram, e os stocks de outras vacinas e antibióticos estão nos mínimos. 

As crianças que ainda estão a recuperar dos dois grandes terremotos de Abril e Maio poderão vir a ser as mais atingidas por essa escassez. Mais de 200.000 famílias afectadas pelos sismos continuam alojadas em abrigos temporários, a uma altitude superior a 1.500 metros onde as condições climatéricas serão mais duras no Inverno que se aproxima. 

"Os riscos de hipotermia e malnutrição, bem como a escassez de medicamentos e vacinas que salvam vidas, podem tornar-se uma combinação fatal para as crianças neste Inverno," afirmou Anthony Lake, Director Executivo da UNICEF. "Durante a minha recente visita ao Nepal, tive oportunidade de testemunhar em primeira mão das condições de vida precárias em que muitos dos sobreviventes dos sismos se encontram. Podem estar agora na iminência de uma nova catástrofe – sem alimentos, protecção do frio ou cuidados de saúde adequados.”

Também é cada vez maior a preocupação de que a crescente dependência da lenha devido à crise dos combustíveis esteja a causar um aumento da poluição doméstica, a qual por sua vez poderá levar a um pico de casos de pneumonia.  No Nepal, no ano passado, mais de 800.000 crianças menores de cinco anos sofreram dessa doença, a qual causou a morte a cerca de 5.000 crianças. 

Os 125.000 recém-nascidos previstos no Nepal para os próximso dois meses estão também particularmente em risco. Os serviços de ambulância no país foram afectados pela escassez de combustível, o que se traduziu numa descida do número de nascimentos ocorridos em hospitais e centros de saúde. A falta de combustível para aquecimento também faz aumentar o risco de hipotermia e morte para os bebés recém-nascidos, os quais ainda não são plenamente capazes de controlar a sua própria temperatura corporal.

“A provação que as crianças e suas famílias enfrentam no país tem vindo a agravar-se a cada dia que passa e irá deteriorar-se ainda mais nos meses do Inverno,” afirmou Karin Hulshof, Directora Regional da UNICEF para o Sul da Ásia. “As crianças precisam de ser protegidas da doença, do frio e da fome.  A UNICEF apela a todas as partes envolvidas para que resolvam as restrições à importação de bens essenciais no Nepal. Não há tempo a perder."
 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010