|
porUNICEF
fonteUNICEF
a 30 OUT 2015

A violência nega o acesso à educação a milhões de crianças no Iraque

O arranque desfasado do ano lectivo no Iraque termina esta semana com perto de dois milhões de crianças em todo o país fora da escola e com mais 1.2 milhões de crianças, dos 5 aos 14 anos, em risco de abandono escolar.

“O impacte que o conflito, a violência e as deslocações têm sobre a educação no Iraque é no mínimo devastador,” afirmou Peter Hawkins, Representante da UNICEF no Iraque. “Um grande número de crianças – as que se encontram em comunidades de acolhimento, as que estão deslocadas de suas casas, mas também as crianças refugiadas da Síria – continuam a ver a sua escolaridade sofrer interrupções significativas, o que coloca o Iraque em risco de perder uma geração inteira devido ao conflito.”

A violência continuada tem tido um efeito negative no acesso das crianças à educação. Perto de um milhão de crianças continuam deslocadas, 70% das quais já perderam um ano lectivo inteiro.

Mais de 5.300 escolas em todo o país – perto de uma em cada cinco – não podem ser usadas por terem sido destruídas, danificadas, convertidas em abrigos para famílias deslocadas ou utilizadas para fins militares pelas forças beligerantes. Ao longo do ano passado, registaram-se 67 ataques a escolas e a trabalhadores da área da educação. Das escolas que continuam em actividade, milhares delas estão sobrelotadas, com turmas que chegam a ter 60 alunos, trabalhando em dois ou três turnos por dia, o que reduz significativamente o número de horas de que as crianças dispõem para aprender. Entretanto, também os professores vivem na primeira pessoa histórias de perda e sobrevivência. No Norte do Iraque, perto de 14.000 professores viram-se forçados a fugir da violência.

“É admirável ver crianças e professores por todo o país a percorrerem longas distâncias, muitas vezes arriscando a própria vida, para poderem chegar à escola e realizar os seus objectivos,” afirmou Hawkins.

No ano passado e no âmbito da resposta global à crise no Iraque, a UNICEF e seus parceiros proporcionaram acesso à educação a perto de meio milhão de crianças através das seguintes actividades: 

  • Construíram 40 novas escolas e instalaram 141 salas de aula pré-fabricadas em todo o país;
  • Criaram 1.585 espaços temporários de aprendizagem, o que veio permitir que mais de 220.000 crianças deslocadas prosseguissem a sua escolaridade;
  • Distribuíram materiais didácticos (papel, cadernos, mochilas escolares e outros artigos) a mais de 200.000 crianças, e
  • Distribuiram materiais para a prevenção da cólera (livros de histórias, cartazes e panfletos) em 5.000 escolas. A UNICEF está a coordenar com parceiros do governo iraquiano a distribuição destes materiais a mais escolas em todo o país durante as primeiras semanas do ano lectivo.

A UNICEF está empenhada em fazer aumentar o número de crianças com acesso à educação no Iraque. Para poder continuar a responder às necessidades das crianças em termos de necessidades das crianças na educação, a UNICEF precisa de angariar 68 milhões de dólares até ao fim do ano, dos quais 12 milhões são necessários imediatamente.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010