|
porUNICEF
fonteUNICEF
a 19 OUT 2015

UNICEF preocupada com as crianças afectadas pelo tufão Koppu/Lando

O Fundo das Nações Unidas para a Infância está em alerta máximo após os desabamentos de terra causados pela passagem do tufão Koppu (nome local: Lando) nas Filipinas no domingo de manhã. O tufão de progressão lenta trouxe chuvas torrenciais e ventos fortes, provocando inundações, deslizamento de terras, projecção de destroços, interrupções de abastecimento de energia, deitou abaixo as linhas de comunicações, e danificou estradas e pontes.

Segundo os dados oficiais divulgados hoje, 55.554 pessoas foram evacuadas, mais de 12.125 famílias estão agora instaladas em 136 centros de evacuação e 104.299 pessoas ficaram deslocadas.

Cerca de 15 incidentes de inundações foram registados em Pangasinan, Isabela, Nueva Ecija, Tarlac e Bulacan. Os levantamentos agendados para esta semana vão permitir confirmar os números e a extensão do impacte, à medida que forem restabelecidas no final da semana as comunicações com as comunidades afectadas. A UNICEF refere que o governo filipino activou os núcleos de resposta multissectorial, e realça que a capacidade de preparação e as medidas tomadas desde logo por parte das autoridades nacionais, em matéria de evacuação preventiva bem como na divulgação abrangente de informação pública, minimizaram os danos em termos humanos e materiais.

Sempre que acontece uma catástrofe, as crianças são as pessoas mais vulneráveis. A UNICEF accionou as suas medidas de preparação de emergência vários dias antes da chegada do tufão ao arquipélago das Filipinas.

“A primeira prioridade da UNICEF é a de garantir que todas as crianças estejam em segurança e protegidas. Na sequência de um tufão, as crianças ficam expostas a vários riscos, desde as fontes de água contaminadas, a falta de comida e a hipotermia, até às epidemias como a cólera, a diarreia e pneumonia. Depois, é preciso assegurar que o ritmo de vida das crianças seja recuperado e elas possam voltar à escola quanto antes,” afirmou a Representante da UNICEF nas Filipinas, Lotta Sylwander. “A rota de progressão lenta do tufão Koppu inclui zonas montanhosas e difíceis de alcançar, pelo que estamos preocupados com o bem-estar de todas as crianças. A UNICEF está pronta a contribuir e avançar com a sua resposta humanitária logo que o governo filipino lho solicite.”

Enquanto vão chegando os relatórios das áreas afectadas, os peritos em emergências da UNICEF antecipam a necessidade de restaurar o abastecimento de água segura nas zonas inundadas, a prestação de cuidados de saúde e nutrição com especial enfoque no apoio às mães que amamentam e aos recém-nascidos, bem como o retomar da escolaridade infantil. A UNICEF já pré-posicionou bens de primeira necessidade para cerca de 12.000 famílias, que incluem pastilhas para purificação da água, kits de higiene, medicamentos, alimentos terapêuticos, material escolar, tendas e geradores.

A UNICEF está a lançar um apelo no montante de 2.8 milhões de dólares para o reabastecimento de bens de primeira necessidade. O tufão Koppu é o 12º ciclone tropical que entra nas Filipinas este ano. A cada ano, em média, o país é atingido por mais de 20 tufões. Prevê-se que em 2015 traga tufões de maior intensidade nos últimos meses do ano em resultado do fenómeno El Niño. Actualmente, outro tufão, denominado Champi, ameaça aproximar-se das Filipinas.  

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010