|
porUNICEF
fonteUNICEF
a 18 MAR 2015

A UNICEF envia bens de emergência para as crianças e famílias afectadas pelo ciclone em Tuvalu

A UNICEF está a enviar bens de emergência que podem salvar vidas para as comunidades afectadas pelo ciclone Pam em Tuvalu. O país, composto por nove ilhas e com uma população de cerca de 11.000 habitantes, declarou o estado de emergência na sequência de subidas de maré causadas pelo ciclone tropical Pam.

Relatos iniciais de Tuvalu sugerem que Nui, e em menor grau outras ilhas, foram duramente atingidas por tempestades que inundaram casas, ameaçam alicerces de edificações, inundaram fontes de alimentos e mataram gado. As reservas de água nas ilhas mais atingidas foram seriamente afectadas dado que se registaram danos nos tanques de água. Muitos postos públicos de saúde e lojas privadas, bem como os respectivos stocks, ficaram danificados ou destruídos.

“Os dados recolhidos revelam que 42 por cento dos agregados familiares nas ilhas de Tuvalu a norte foram seriamente afectadas pelas inundações causadas por subidas de maré,” afirmou a Representante da UNICEF no Pacífico, Drª. Karen Allen. “Estes bens vão ajudar a responder às necessidades imediatas em matéria de saúde nos próximos dias.”

Os bens de emergência, que serão enviados por via aérea de Fiji e chegarão a Tuvalu no dia 19 de Março, incluem kits básicos de saúde, 1.000 pacotes de pastilhas para purificação da água e cápsulas de vitamina A.

Os kits de saúde contêm medicamentos e produtos médicos com capacidade para abranger até 10.000 pessoas, e as pastilhas para purificação da água vão proporcionar água limpa para as crianças e ajudá-las a prevenir doenças como a diarreia, os parasitas intestinais e a febre tifóide. A vitamina A pode estimular o sistema imunitário das crianças e aumentar a sua resistência à doença, melhorando as possibilidades de sobrevivência, crescimento e desenvolvimento.

Embora mantenha o enfoque na ilha mais atingida, Vanuatu, a UNICEF permanece empenhada em prestar apoio e assistência às comunidades afectadas na região. Actualmente, são cerca de 89 funcionários da UNICEF repartidos por Fiji, Kiribati, Ilhas Salomão, Tuvalu, Vanuatu, e já vão a caminho mais pessoas para ajudar nesta emergência.  
 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010